OUÇA O TEXTO E O COMENTÁRIO:

LINK ALTERNATIVO

A busca pela imortalidade é uma linha horizontal: nasce numa cidade fantasma chamada passado e tem como destino um nevoeiro chamado futuro.  É tão frenética essa busca, que mal passamos pelo Presente; nem o percebemos.  Já a busca pela Eternidade é uma linha vertical: começa em nós e vai se aprofundando sempre, mais e mais, em direção à total percepção do Presente.  Assim começamos a sentir o que nos rodeia.  Assim vamos aprendendo a sentir o perfume de um sorriso, a música de um beijo, a maciez de um conselho, a Luz de uma rosa, a doçura de um incenso.