Divulgação PMSS

A Semana Santa, assim como o Natal, é o período mais intenso do calendário católico, por fazer menção à morte e à ressurreição de Jesus. São dias que fazem parte da vida de milhões de católicos, que lembram passagens da vida de Jesus Cristo nesta terra.
Para coroar essa história, várias cidades do Brasil encenam o espetáculo da Paixão de Cristo. Em São Sebastião, neste ano, o espetáculo será realizado na próxima sexta-feira (30), às 20h30, durante o feriado da Sexta-Feira Santa, na Praça de Eventos da Rua da Praia.

A “Paixão e Ressurreição de Cristo” já faz parte do calendário oficial de eventos do município. O espetáculo, feito pelos grupos de teatro locais Narbone e Unidos pela Cruz, possui grande elenco formado por aproximadamente 200 pessoas, entre atores, figurantes e equipe técnica. O elenco está ensaiando há dois meses, no salão paroquial da Igreja Matriz.

O diretor da peça, Carlos Pallmer, conta que o espetáculo tem duração de 60 minutos e remonta aos últimos dias da vida de Jesus Cristo. “O objetivo é a evangelização e a apresentação de um espetáculo com qualidade. Será o segundo ano em que faremos uma apresentação de grande porte”.

A realização é da Prefeitura Municipal, Fundação Educacional e Cultural de São Sebastião “Deodato Santana” (FUNDASS), Igreja Matriz e Cáritas. No local, serão arrecadados alimentos não-perecíveis, que serão encaminhados ao Fundo Social de Solidariedade de São Sebastião.

A Semana Santa começa no domingo que antecede a Páscoa. É o dia também conhecido como Domingo de Ramos e lembra a entrada triunfal de Jesus em Jerusalém. Na passagem, Jesus é recebido pela população, com ramos de palmeira, reverenciando-o como rei. De acordo com o evangelho, Jesus foi para Jerusalém na intenção de celebrar a Páscoa Judaica junto com seus discípulos. Ele entrou em Jerusalém sentado em um jumento, adotado como símbolo da humildade. Jesus foi aclamado pela multidão como o Messias. “Hosana ao filho de Davi!”, gritavam os fiéis.